Arquivo da tag: gentileza

Nada nos perturba se não permitirmos

Por Márcia Cândido

Sempre uso esta expressão quando me aproximo das pessoas que vou entrevistar ao longo do dia. Evidentemente, me refiro àquelas abordagens feitas nas ruas e quando a pessoa em questão não faz a mínima ideia de quem sou e o que pretendo. Nas entrevistas programadas e planejadas com um pouco de antecedência, o primeiro contato é feito por telefone, o que elimina a abordagem acima, mas não descarta gentilezas.

Mas, nem sempre foi assim. No início da carreira, sinceramente, eu acreditava que bastava uma aproximação agressiva – não no sentido físico, mas algo sutil -, capaz de intimidar a ‘vítima’ e conseguir desequilibrar suas emoções para que ela, acuada, me desse a informação que eu precisava.

Nada melhor que o tempo para nos mostrar caminhos mais interessantes! Resolvi inserir no meu dia a dia um pouco mais de gentileza e, confesso, que nunca mais voltei à Redação sem a informação que fui buscar.

É aquela velha história: gentileza gera gentileza. É certo que as vezes ainda ouço: ‘agora, não dá para falar” ou “vou buscar detalhe sobre este assunto e depois converso com você” ou ainda “me liga depois”, mas até isso é informação importante.

Contudo, se mesmo com toda gentileza o outro ainda se mantiver distante, irredutível, amargo ou com raiva?

Também incorporei outro pensamento no dia a dia: Não precisamos entrar na sintonia, pois assim não há ciclo. E se não há ciclo, não precisamos alimentá-lo.

Tanto no local de trabalho, em contato com a equipe, quanto nos contatos no dia a dia, nada nos perturba se não permitirmos

Eu fico por aqui. Até breve!

Anúncios