Arquivo da tag: budismo

AS QUATRO NOBRES VERDADES DO BUDISMO

1 – A verdade sobre a existência do sofrimento:

   O reconhecimento de que o sofrimento existe em nosso plano de existência não tem uma conotação negativa ou pessimista para um praticante sincero. Ao contrário, tal reconhecimento pode servir como combustível para a prática budista. E a palavra “sofrimento” inclui um contexto mais amplo: sofremos a ação do tempo, sofremos processos contrários à nossa vontade, sofremos por preocupação, sofremos perdas, assim como ganhos. De fato, estamos experienciando o sofrimento a cada instante.

2 – A verdade sobre a causa do sofrimento:

    A raiz do sofrimento, como o próprio Buddha identificou, está no desejo. Mais uma vez, a palavra “desejo” aqui tem um contexto mais amplo: desejo não apenas no sentido carnal, mas qualquer vontade de posse, de confirmação existencial através da satisfação da volição, da apropriação de uma coisa, pessoa, idéia ou situação. O desejo gera o apego ao desejado; o apego ao desejado nunca pode ser permanentemente mantido, pois tudo é impermanente; a mudança provoca a perda, e a perda gera o sentimento de sofrimento na mente apegada.

3 – A verdade sobre a extinção do sofrimento:

      É possível por um fim ao sofrimento da “mente pequena”, apegada, cristalizada, e experimentar um estado de despertar, de liberdade dentro de uma “Mente Única”, vasta, ilimitada, conectada com todo o Universo.

4 – A verdade sobre o caminho para a extinção do sofrimento:

      Para se libertar do sofrimento é oportuno praticar o óctuplo caminho budista, ou Caminho do Meio. Ele recebe este nome por nos remeter diretamente ao meio no qual estamos inseridos e por ser dividido em oito práticas, geralmente agrupadas em três treinamentos. Embora digamos que haja tal divisão, ela é mais didática do que real, pois na prática os oito aspectos são interdependentes, características diferentes de uma mesma realidade, como se fossem faces diferentes de um mesmo objeto. Considerar sobre um aspecto é considerar sobre todos os demais.

                     Os Três Treinamentos Superiores –  O Nobre Caminho Óctuplo

                                             I. Sabedoria

1. Visão Correta

2. Pensamento Correto

                                            II. Ética

3. Fala Correta

4. Ação Correta

5. Meio de Vida Correto

                                            III. Meditação (Zazen)

6. Esforço Correto

7. Atenção Correta

8. Meditação Correta

      Com o treinamento da ética, nossa mente chega a um estado tranqüilo, propício à meditação. E com o treinamento da meditação, é possível chegar à sabedoria que conduz ao despertar. Ao mesmo tempo, a sabedoria sustenta uma ética em nossas vidas, de forma que o ciclo do treinamento é um ciclo que se sustenta infinitamente. O nobre caminho óctuplo também é conhecido como o “caminho do meio” porque é baseado na moderação e na harmonia, sem cair em extremos.

Gustavo Mokusen.