Arquivo da tag: aceitação

Aceitação

Uma colega de trabalho sofreu, há uns dois anos, um grave acidente quando a chama de um fogão industrial simplesmente saltou de sua base, inflada pelo vento, e lhe queimou boa parte do rosto e do tórax. Ela estava simplesmente parada ao lado, em uma festa junina, esperando talvez seu pedido de tira gosto. Mas a partir daquele instante sua vida mudaria para sempre. Desde então ela tem passado por cirurgias complicadas, usa malhas especiais que protegem sua pele queimada que não pode tomar sol ou poeira, e ainda tem que seguir uma série de cuidados especiais com seu corpo que lentamente vem se recuperando das queimaduras.

Há alguns dias ela voltou ao trabalho, depois de um longo período de licenças médicas.

Hoje, de manhã, ela me atravessou com essa pergunta:

– Você acha que eu deveria me rebelar?

– Rebelar contra o quê? – perguntei sem saber o quê exatamente ela queria me dizer.

– Me rebelar contra minha situação, contra tudo o que ocorreu. Porque eu vi várias pessoas no hospital, nesse tempo todo, que se rebelaram, que se inconformaram com as coisas pelas quais estavam passando.

Eu olhei atentamente para ela. Ela me falou tudo isso sem auto piedade ou constrangimento, olhando diretamente para mim através da sua máscara facial pela qual só olhos, nariz e boca ficam expostos. Havia uma enorme energia em sua questão, uma sinceridade pura que atravessa qualquer obstáculo.

Procurei um caminho para ser o mais sincero em minha resposta, que eu ainda nem sabia por onde passaria. Eu não podia ser desatento com esse tipo de pergunta, eu não queria simplesmente “me livrar” da situação e dizer qualquer coisa. Ela esperava minha resposta, ela queria ouvir o que eu realmente pensava, não havia alternativa a não ser retribuir com a mesma grandeza de postura.

– O que é “se rebelar”? Como você faria isso? – perguntei deixando claro que iríamos investigar um pouco.

– Reclamar, reagir, culpar, tudo isso.

– Poderíamos chamar isso tudo de “não aceitar”?

– Sim, poderíamos. Isso mesmo, não aceitar – ela completou.

– Então, me responda: não aceitar um fato que já ocorreu poderia transformar esse fato? Isso poderia, de alguma forma, ajudar?

– Não, isso não muda nada. É por isso mesmo que eu nunca me rebelei.

Ela voltou, então, ao trabalho. Um outro colega do lado, que reclamava do seu dia, voltou ao seu trabalho. Eu também voltei a fazer o que estava fazendo.

Profunda reverência a essa jovem que atravessa tamanho desafio.

Gustavo Mokusen.

Anúncios

Luz e sombra

Por Márcia Cândido*

A insistência dos detalhes, a intensidade das cores, a força das pinceladas, a linguagem dos gestos e dos olhares. Caravaggio é esplêndido e suas obras fortes e expressivas. O emprego da luz dá direção ao olhar do observador e o conduz na leitura da cena. Impossível não mergulhar durante a visita às suas obras e a de seus seguidores. É quase hipnótico.

Luz e sombra fascinam o ser humano. São os opostos que seduzem e que não deixam dúvidas quanto à dualidade que aponta, propositalmente, a condição dos seres. “No ato da criação está todo o princípio da dualidade”. Um não existe sem o outro e, ambos, se descortinam diante de nossos olhos. A dualidade sugere, induz, aponta, avassala, amedronta, divide e nos mostra que o mundo é feito de opostos. Luz e sombra dão movimento e vida. O humano e o divino.

Luz e sombra, o sombrio e o claro, yin e yang, desafiando o entendimento dos princípios implícitos e que regem toda e qualquer manifestação: o equilíbrio das forças na natureza. Os opostos se confrontam e se encontram até que o entendimento total desta cumplicidade se faça.

Baseado na aceitação da dualidade, daquilo que vem até nós, daquilo que sentimos e vivemos – seja temporário ou de caráter permanente -, deixe que as coisas sigam seu fluxo, sem qualquer interferência e com sabedoria interior suficiente para não apressar, perigosamente, o processo de entendimento. Sabedoria é aceitar.

            Eu fico por aqui. Até nosso próximo encontro.

*Márcia Cândido é jornalista. Atua prestando assessoria de imprensa e em treinamentos para lidar com a mídia. Especialista em jornais empresariais, vê na comunicação um grande aliado para o sucesso de toda iniciativa.