Estudo da Atenção Plena nas Sensações

O Grupo de Estudos Budistas do Centro Zen Flor de Lótus irá se reunir no próximo dia 28/02, terça feira de carnaval, para prática de meditação e estudo do tema: Atenção Plena nas Sensações.

Horário: 14 às 16:30

Programação: Meditação sentada, estudo de texto, chá e lanche. Contribuição de R$ 30,00.

Inscrições: contato@centrozenflordelotus.org

2

MAJJHIMA NIKAYA 10 – SATIPATTHANA SUTRA

“O Estabelecimento da Atenção Plena” (extrato)

 

  1. Assim ouvi.Certa ocasião, o Abençoado estava entre os Kurus numa cidade denominada Kammasadhamma.Lá ele se dirigiu aos monges desta forma: “Bhikkhus.” – “Venerável Senhor,” eles responderam. O Abençoado disse o seguinte:
  2. “Bhikkhus, este é o caminho diretopara a purificação dos seres, para superar a tristeza e a lamentação, para o desaparecimento da dor e da angústia,para alcançar o caminho verdadeiro, para a realização de Nibbana – isto é, os quatro fundamentos do estabelecimento da atenção plena.”

(…)

  1. “E como, bhikkhus, um bhikkhu permanece contemplando sensações como sensações?Aqui, quando sente uma sensação prazerosa, um bhikkhu compreende: ‘Eu sinto uma sensação prazerosa’;quando sente uma sensação dolorosa, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação dolorosa’; quando sente uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa’. Quando sente uma sensação prazerosa mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação prazerosa mundana’; quando sente uma sensação prazerosa não mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação prazerosa não mundana’; quando sente uma sensação dolorosa mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação dolorosa mundana’; quando sente uma sensação dolorosa não mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação dolorosa não mundana’; quando sente uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa mundana’; quando sente uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa não mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa não mundana’.”

(Insight)

  1. “Dessa forma ele permanece contemplando as sensações como sensações internamente, ou ele permanece contemplando as sensações como sensações externamente,ou ele permanece contemplando as sensaçõescomo sensações tanto interna como externamente. Ou então, ele permanece contemplando fenômenos que surgem nas sensações, ou ele permanece contemplando fenômenos que desaparecem nas sensações, ou ele permanece contemplando ambos os fenômenos que surgem e fenômenos que desaparecem nas sensações. Ou então, a atenção plena ‘de que existem sensações’ se estabelece somente na medida necessária para o conhecimento e para a continuidade da atenção plena. E ele permanece independente, sem nenhum apego a qualquer coisa mundana. Assim é como um bhikkhu permanece contemplando sensações como sensações.”

(…)

NOVA LOGO OFICIAL

Anúncios

Uma opinião sobre “Estudo da Atenção Plena nas Sensações”

  1. Ei Gustavo! Gasho!

    Eu e Yan viemos fugir da loucura loucura loucura do carnaval de BH. Estamos em Lagoa Santa até segunda, talvez. Você vai oferecer algum zazen ate la ou só terça mesmo? Senão, podiamos encontrar e tomar um chá/cerveja – Yan trouxe o contrabaixo dele. Se quiserem fazer um som…

    Beijo! Cinara

    Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s