Amarelo que cura

Os indianos têm vários segredos, especialmente quando o assunto é equilíbrio entre corpo e mente. Mas, nas últimas décadas, um desses segredos – no caso, uma especiaria culinária – vem sendo pouco a pouco revelado ao resto do mundo, e os resultados extraordinários das pesquisas revelam o que muitos estão chamando de “o alimento que cura”: a cúrcuma, mais conhecida como açafrão da terra, é um verdadeiro elixir da saúde.

curcuma1

Esse alimento natural ajuda no tratamento de mais de 20 doenças que nos acometem, sendo que, para pelo menos três delas, mostrou eficácia superior no tratamento quando comparada com os remédios alopáticos tradicionais. E sabe qual é a principal dessas doenças? Pasmem, mas simplesmente é nada mais, nada menos do que o mal do século: a depressão. Um estudo recente revela: cúrcuma é mais eficaz que Prozac. Por que isso não foi divulgado massivamente para as pessoas? Não sei (de mentirinha, mas no fundo sei sim). O estudo foi publicado na revista Phytotherapy Research, e confirmou, pela primeira vez em um ensaio clínico randomizado e controlado, que o polifenol primário no cúrcuma conhecido como curcumina é seguro e eficaz no tratamento de estados graves de depressão.

A pesquisa foi realizada no Departamento de Farmacologia, Government Medical College, Bhavnagar, Gujarat, Índia e envolveu pacientes diagnosticados com transtorno depressivo maior (MDD). O objetivo do estudo foi comparar a eficácia e a segurança da curcumina com a fluoxetina (Prozac) em 60 pacientes diagnosticados com transtorno depressivo maior. Os indivíduos foram randomizados para receber um tratamento de seis semanas com fluoxetina (20 mg) e curcumina (1.000 mg), individualmente ou sua combinação.

Os resultados foram relatados como se segue:

“Observou-se que a curcumina foi bem tolerada por todos os pacientes. A proporção de indivíduos que responderam como medida pela escala de HAM-D17 foi maior no grupo combinado (77,8%) do que no grupo de fluoxetina [Prozac] (64,7%) e o grupo de curcumina (62,5%), no entanto, estes dados não foram estatisticamente significativos (P = 0,58). Curiosamente, a alteração média na pontuação HAM-D17 ao fim de seis semanas, foi comparável em todos os três grupos (P = 0,77). Este estudo fornece primeira evidência clínica de que a curcumina pode ser usada como uma modalidade eficaz e segura para o tratamento de pacientes com TDM sem ideação suicida concomitante ou outros transtornos psicóticos.”

A curcumina, é claro, é extremamente segura, com um estudo fase 1 de segurança de 2010 constatando que doses orais tão elevadas quanto 8 gramas por dia foram bem toleradas. A fluoxetina, por outro lado, é altamente controversa, devido à sua bem conhecida toxicidade, e sua longa lista de efeitos colaterais, que incluem a ideação suicida. O artigo (em inglês) pode ser encontrado aqui .

A cúrcuma é um dos principais ingredientes do curry indiano, e possui a mesma cor característica amarelo intensa. Trata-se de um tubérculo, uma raiz da mesma família do gengibre, cujas propriedades curativas vêm impressionando a comunidade científica. Não é à toa que recentemente, em 2013, um laboratório de peso mundial lançou um medicamento fitoterápico que é composto simplesmente do extrato seco da cúrcuma. O principio ativo presente no açafrão da terra, também chamado de curcumina, foi batizado pela comunidade científica de “Turmeric”.

benefícios-da-cúrcuma-como-tempero

Além da depressão, a cúrcuma vem sendo associada no controle do câncer. Outro estudo publicado na revista “British Journal of Cancer” revela que a curcumina é capaz de destruir as células do câncer de garganta, abrindo caminho para novos tratamentos. Clique aqui para ler o artigo, também em inglês. Também seu uso em casos de artrite reumatóide e outras afecções das articulações vem sendo muito bem sucedido.

Devido à sua ação antioxidante e antinflamatória, a cúrcuma traz vários outros benefícios ao corpo: analgésico natural, reduz o nível de gorduras no sangue, ação antisséptica, estimula a boa digestão, dentre outros vários. Você pode ler mais aqui .

images

Fica então essa valiosa dica. Você pode tomar chá de cúrcuma, adicionar a raiz na dieta ou simplesmente ingerir as cápsulas disponíveis no mercado. Eu mesmo estou experimentando e já senti os benefícios imediatos do uso.

Gustavo Mokusen.

Anúncios

Uma consideração sobre “Amarelo que cura”

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s