5 câmeras quebradas

Dificilmente você verá este filme na TV. Dificilmente isso será mostrado pelos canais convencionais da mídia. Indicado ao Oscar de melhor documentário, vencedor do prêmio em documentário internacional de Sundance, inteiramente filmado pelas mãos de um aldeão em seu vilarejo. Trata-se de um registro forte, revelador, desmascarador sobre um lado quase não conhecido ou divulgado: a luta pacífica da maioria do povo palestino.

Reserve uma hora e meia do seu tempo e conheça de perto diferentes facetas do milenar problema entre palestinos e israelenses. Apenas através da compreensão e do conhecimento dos fatos é que alguma paz realista poderá ser proposta e mantida entre os homens.

 

 

Sinopse: “Emad é um jovem palestino aficionado de câmeras de vídeo domésticas. Vive em Bil’in, a oeste da cidade de Ramala, na Cisjordânia. Em 2005, as escavadoras israelenses chegam a Bil’in para construir um muro que delimitará o perímetro de um gigantesco assentamento judeu. Com sua câmera, Emad grava esta história. Cinco anos e 5 câmeras de vídeo lhe farão falta para registrar a história da resistência de seu povo à opressão israelense e, em paralelo, o crescimento de seu filho Gibreel Emad, nascido nos primeiros dias do movimento cidadão. Enquanto os ataques israelenses destroçam uma câmera após outra e, com elas, as vidas de alguns de seus companheiros, Emad continua adquirindo novas câmeras e filmando o que acontece a seu redor. A obra foi indicada ao Oscar como melhor longa-metragem documentário e recebeu o prêmio ao melhor diretor em documentário internacional no Festival de Sundance.” (Leia o texto completo aqui)

Gustavo Mokusen.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s