Educação global

Pensamento global, ação local” é para mim o slogan da educação necessária para os tempos que vivemos. Uma educação, diga-se de passagem, continuada e não mais estanque. Isso significa que somos responsáveis pela contínua manutenção dessa educação, que não se limita a cursos, diplomas e salas de aula, mas que é dinâmica e sempre renovável. Não se trata, então, de simples acúmulo de conhecimento ou informação, mas sim de geração contínua de pensamento consciente, crítico e gerador de ações engajadas com a realidade vigente.

Por pensamento global entendo a necessidade dinâmica de conhecimento, compreensão e discussão do contexto atualizado em que vivemos. Em outras palavras, que não é mais possível viver alienado da realidade que sempre está se alterando no mundo e em nós mesmos, pretendendo estar descansando sob a sombra de um certo volume de informação adquirida no passado e mantida como verdade definitiva e perene, emoldurada na parede na forma de títulos e certificados.

Por ação local vislumbro a consequência natural do pensamento sistêmico global exercitado com eficiência. Uma vez que são compreendidas as demandas da realidade global vigente, procurar-se-á naturalmente uma forma de atendê-las na realidade local que se apresenta, ou de pelo menos criar condições para que sejam atendidas. Assim, o engajamento local é o complemento necessário que dá sentido e direção ao pensamento global.

Nesta perspectiva, pensamento e ação não estão dissociados ou alienados, mas perfazem um continuum equilibrado e alinhado pelas realidades local e global. Coerência e sincronismo são aspectos evidentes desse alinhamento.

Bom, aproveitando o tópico de hoje e também a poderosa ferramenta de globalização do conhecimento que é a internet – ou que deveria ser, se a maioria das pessoas não gastassem mais de 90% do tempo de navegação online em atividades alienantes ou, no mínimo, massificadoras como o Facebook -, gostaria de compartilhar dois vídeos.

O primeiro é a fala concisa do Dr. Ricardo Monteiro da Universidade do Futuro sobre “Os filhos que vamos deixar para o futuro”, um depoimento lúcido das urgências de nosso sistema educacional:

 

O segundo vídeo mostra como podemos hoje sempre buscar educação continuada sem sair de casa, de graça e de alto nível. Trata-se de um vídeo de promoção de um curso da plataforma Coursera, que oferta mais de 500 cursos de excelente nível através da internet, em várias línguas (atualmente, dispõe de 6 cursos em português). O sítio do Coursera, que já apresentei aqui, é o https://www.coursera.org/ e está em inglês, sendo assim necessário certo conhecimento da língua inglesa para poder aproveitar da maioria dos cursos oferecidos, que vão desde ciências da natureza até a arte e música. Os cursos são montados pelas instituições parceiras do Coursera, universidades de alto nível do mundo inteiro. O curso relacionado com o vídeo abaixo é “Budismo e Psicologia Moderna“, ministrado pela Universidade de Princeton, que começa em 2014 e as inscrições podem ser feitas pelo link https://www.coursera.org/course/psychbuddhism (em inglês apenas).

 

Gustavo Mokusen.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s