A intuição que sabe

des

A intuição é a comunicação direta entre o todo e suas partes, que flui no momento em que a mente racional deixa de interferir demasiadamente. Você olha para uma bifurcação e sabe, simplesmente já sabe qual direção seguir; é uma espécie de conhecimento prévio, mas por ser prévio isso nem pode ser chamado exatamente de “conhecimento”, pois ultrapassa qualquer dualidade entre sujeito e objeto e, portanto, não há nada que possa ser chamado ou manipulado como material a ser conhecido ou capturado pela razão que “desconhece” em um dado momento anterior.

A intuição é exatamente uma brecha na racionalidade. É saber sem conhecer. Aqui está a linha entre sabedoria e conhecimento.

Você sabe que sabe, partindo de uma profunda conexão que está além do “dentro” e do “fora”. Nesse estado,  que a Física Moderna chama de “Comunicação Não-Local” e é um tipo de fenômeno que pode ser observado em partículas subatômicas, um ponto A se comunica com um ponto C do Universo, porém sem passar pelo ponto intermediário B.

Na intuição, você está conectado com o Universo da mesma forma. Quem mais poderia duvidar disso?

Sua mente. Sua mente racional vai duvidar disso tudo, pode ter certeza. Quando a sabedoria da bifurcação relampejar instantaneamente, a sua mente vai perguntar: “mas será que é por ali mesmo?”. E a tormenta da escolha vai começar, a infindável sucessão de lembranças, comparações, análises, julgamentos, suposições e, finalmente, dúvidas. Nesse ponto você já se desconectou, já está na sombra, e a intuição perdeu a força.

A dúvida é o contraponto da intuição. A dúvida é obstáculo, a intuição é acesso livre. A dúvida é mental, a intuição é real. Uma grande evidência da uma intuição forte e clara pode ser sentida no corpo físico. Quando você se imagina seguindo na direção da sua intuição, o seu corpo apresentará uma sensação de bem estar, e pode-se sentir esse conforto ainda mais presente quando seguimos de fato a direção intuída. Não há conflitos. Estamos em sintonia. Já na dúvida e na decisão baseada nela, sofremos desconforto desde o começo. Só de pensar… já dá incômodo no estômago.

É a dúvida que mata a intuição e gera e alimenta a ansiedade.

A intuição nasce no hara, que é o ponto energético situado no plexo solar, o ponto médio da barriga que representa o centro de gravidade do corpo humano, e ela relaxa o corpo inteiro. A dúvida nasce da região frontal do cérebro e traz tensão muscular, pois está associada à ansiedade.

sss

Assim, a intuição não é a mesma coisa da atividade do córtex cerebral frontal.

Para mim, “intuição” é um outro nome para “Deus”.

Gustavo Mokusen.

Anúncios

Uma opinião sobre “A intuição que sabe”

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s