Organização anti-entropia

Eu gostaria de reapresentar uma prática muito eficiente na administração de pontos críticos quando estamos lidando com a organização das nossas vidas. Esta prática pode ser traduzida também como ação anti-entropia.

Quero explicar: entropia é um conceito da Física, cuja definição seria “a tendência natural de um sistema em elevar seu grau de desordem”. Sim, os sistemas, quando abandonados a si mesmos e desprovidos uma intervenção externa, tendem naturalmente a gastar toda energia disponível e, assim, elevar o seu grau de desordem. Por exemplo, imagine uma montanha aonde flocos de neve vão se acumulando. A camada de neve vai aumentando e, em um dado momento crítico e se não houver nenhuma intervenção, um pedaço grande de gelo pode despencar em algum ponto. Esse pedaço de gelo pode rolar e ir aumentando de tamanho, essa é a tendência natural, descer ladeira. Vai rolando, gastando sua energia potencial gravitacional, aumentando de tamanho, derrubando pedras no caminho, que por sua vez vão rolando também. Lembre-se que na natureza os sistemas tendem ao grau máximo de desordem. Até o ponto em que tudo vira uma avalanche, que pode ter efeitos ainda mais caóticos.

Cada sistema tem seus pontos críticos, o elo fraco da corrente, e tudo é apenas uma questão de quanto tempo é necessário para que estes pontos comecem a procurar a maior entropia possível, a maior desordem possível. Se nenhuma intervenção anti-entropia for realizada, é isso o que vai acontecer. Nenhum sistema é eternamente estável. Então, a administração de pontos críticos é exatamente a intervenção necessária para atenuar a tendência que um sistema tem de ir à desordem. São chamadas ações mantenedoras. Geralmente são aquelas ações que são necessárias para mantém um sistema estável: varrer a casa, levar o lixo para fora, cuidar da relação com seu parceiro, estudar para a escola. Seu quarto tende naturalmente ao estado mais caótico possível, tenho certeza, e se você não administrar isso o caos certamente vai se instalar. Todo relacionamento não cuidado vira uma avalanche caótica. As ervas daninhas tendem a crescer, e se você não arrancá-las dia a dia, elas irão destruir seu jardim.

Não se esqueça que sua mente é um sistema. Então, há pensamentos que tendem a estabelecer desordem. Assim, trate de cuidar da sua manutenção mental. Comece a estabelecer uma faxina mental, todos os dias. Corte as ervas daninhas assim que aparecerem. Assim como quando você arruma seu quarto, estabeleça um planejamento e execute ao menos uma ação mental anti-entropia por dia. Pode ser ler um livro, fazer uma meditação, uma oração, criar uma afirmação positiva ou o que for necessário para manter a estabilidade interior. E, claro, cuide também do seu corpo, garanto que ele irá apresentar os sinais da entropia na proporção inversa dos cuidados dados a ele, ou seja, se você não der atenção ao seu sistema físico ele irá apresentar graus elevados de desordem rapidamente.

Você é o único responsável por cuidar da sua organização interna, de assumir as rédeas da sua vida. Não delegue isso a ninguém, tampouco espere que isso seja feito por algum sistema ou instituição que proclame cuidar disso em seu lugar. Pois ninguém poderá de fato assumir as consequências da organização (ou da falta dela) que existe em seu caminho.

Gustavo Mokusen.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s