No limite

Quando estiver cansado de remar, pare um pouco e descanse ao som da correnteza da água.

Quando estiver desanimado e descrente do mundo, sente-se por alguns instantes e observe crianças brincando.

Se as dúvidas chegarem em algum momento da jornada, não se apresse para responde-las.

Se a solidão trouxer um sentimento de amargura no peito, procure um amigo e fale com ele sobre isso.

Para todos nós, há momentos de dificuldades nessa caminhada da vida. Há momentos em que nossa energia precisa ser recarregada e renovada.

Nesses momentos, pedir ajuda é de uma sabedoria enorme. Quando pedimos ajuda, praticamos de uma só vez várias virtudes emocionais e espirituais. Deveríamos saber pedir ajuda à natureza, ao Universo, ao tempo, às pessoas. Pedir ajuda compreende também aceitar o auxílio oferecido, ou seja, abrir-se para mudanças. Significa parar de lutar contra nós mesmos ou contra os outros e buscar uma via de pacificação através da fala e da escuta.

Saber dividir é uma questão de libertar-se do isolamento do ego. Aquilo que você guarda é perdido para sempre, mas aquilo que você divide torna-se infinito e ilimitado.

Gustavo Mokusen.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s