Desenvolvendo a atenção

O ser humano possui basicamente 3 aspectos de sua natureza: o corpo físico, o corpo de emoções e o corpo mental ou intelectual. E o que acontece normalmente? Estamos a maior parte do tempo com várias tensões espalhadas pelo corpo físico, nossas emoções nos jogam de um lado para o outro, nossa mente cria imagens e ilusões a uma velocidade que não podemos acompanhar. Estamos desatentos em relação a nós mesmos.

Estamos literalmente, a maior parte do tempo, triseccionados e perdemos muita energia com isto. Porém, a idéia é que existe uma possibilidade de uma melhor articulação entre as naturezas do ser humano, para que o aprendizado e o desenvolvimento humano possam atingir níveis mais profundos e eficazes. Creio que do desequilíbrio entre corpo, mente e emoção nascem bloqueios que às vezes nem percebemos, e por isto não temos a menor chance de supera-los. Mas é possível reestabelecer o equilíbrio. Sinta você mesmo, através de um pequeno exercício, um melhor equilíbrio entre estes estados diferentes de consciência: tente ler o restante do texto e, ao mesmo tempo, sentir seu abdômen descontraído, livre de tensões. Descontraia também sua face, e verá como seu estado de atenção melhorará consideravelmente. Respire com atenção.

Quando dispensamos esta atenção especial para nosso interior, parece que “algo” responde a altura, e começa lentamente a se desenvolver. A atenção é o alimento para o “ser interno”. Neste nível de consciência concentrada o aprendizado é muito favorecido. É possível lembrar mais da nossa presença, aprender e conhecer mais os mecanismos internos que nos levam de um lado a outro, se quisermos experimentar a sensação de paz interna. Com esta condição poderemos enxergar um pouco mais longe.

A ideia é trabalhar em cima das três naturezas do homem através de atividades mais práticas e simples o possível (como a indicação de sentir o abdômen), para evitar a dispersão mental que nasce quando as elucubrações mentais tomam o lugar do ser: experimentar a atenção dada a nós mesmos e a partir dela chegarmos a alguma conclusão palpável, não discursiva. É uma nova faculdade, uma nova alfabetização tão lenta quanto a literária, mas possível de ser feita. Se é possível estarmos presentes durante cinco minutos, então é possível durante dez minutos. Se é possível por dez minutos, é possível por uma hora. Enfim, é possível revertermos a situação de sonolência a  que estamos submetidos a maior parte do tempo e, assim, cultuar uma presença de corpo e mente harmonizados.

Votos de Luz,

Gustavo Mokusen.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s