Meditar é vigiar-se – parte II

Por Gislaine D’Assumpção

Para praticar a meditação, não importa qual a técnica  que você escolher, é importante que você inclua a meditação em sua vida como  prática diária, até formar o hábito.

A meditação deve ser diária. Meditar 1 (uma) vez por semana não é suficiente.

Para iniciar a meditação é importante você fazer  primeiro um relaxamento rápido. já na postura da  meditação. Depois você libera suas emoções e pensamentos, entrando em  meditação.

Depois do relaxamento, você vai utilizar uma técnica de desidentificação. O ser humano é composto de: corpo  físico, emoções, mente e consciência. Esta consciência é a parte mais sutil do  ser humano e é também conhecida como espírito ou energia. Como não é nosso  objetivo aqui, entrar em definições de espírito, energia e  consciência, utilizaremos o mesmo termo, de maneira simplificada para  expressar a essência do ser humano, aquela parte que é eterna e  permanente.

Esta essência possui um corpo físico, mente e emoções.  Mas ela não é corpo físico, nem a mente e nem emoções, ela é muito mais que  isto, ela é o “dono” do corpo físico: da mente e das emoções. Ela é quem comanda  estas três partes do ser humano.

Muitas pessoas confundem as coisas, acham que a mente é  esta essência. a mente é instrumento, que pode ser  treinado e educado a serviço desta essência.

O corpo físico e as emoções da mesma maneira.

A pessoa que não percebe que existe uma parte dela que é  maior que todas as outras, e que deve comandar as outras, é como um “robô”, ou  um carro sem chofer.

Ela não é dona de si mesma. Hora obedece a seu corpo  físico, em suas exigências instintivas (sexo, gula, prazeres, etc.), hora é  levada pelas emoções, de maneira desordenada e descontrolada. Hora é dirigida  pela sua mente, que a leva ao passado, ao futuro, volta ao passado, etc.

Porque  meditar

“A meditação é primordial  para alguns, e apenas especulativa e curiosa para  outros.

Isso porque cada um está num grau de evolução, e a  meditação leva-nos ao controle dos níveis inferiores da vida que formam a  personalidade: físico, a emoção e a mente concreta.  e nem todos se  sentem capazes de trabalhar seriamente nesses níveis.

A humanidade, em sua maioria, está no ponto de transição  da vida puramente material/emocional e mental inferior, para planos de  atividades superiores, não suspeitados ou apenas idealizados por nós.

Por isso se vê um grande, confuso e variado esforço e um  interesse crescente das pessoas, por métodos, livros, formas de grupos de  meditação.

Cada um ao seu tempo, e com intensidade própria, busca a  expansão de sua consciência rumo à luz e semente divina.

A meditação regular, mesmo feita em 10  ou 15 minutos diários, vai purificando, equilibrando e vivificando todos  os nossos campos físicos, emocionais e mentais.

Vai mudando nossos hábitos indesejáveis, dando valores à  vida e pondo-nos em contato com a alegria interna que é o centro do ser de cada  um.” (Célia T. Laborne)

 

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s