Meditar é vigiar-se

 Por Gislaine D’Assumpção

“Meditar não é apenas sentar e concentrar de vez em quando. É um árduo, disciplinado e diário caminho que inclui,  sobretudo, estar atento e lúcido o tempo todo. Estar conhecendo e governando a  mente o dia todo. Seja no trabalho, no lazer ou no descanso. Devemos estar sempre conscientes de cada pensamento, sentimento ou  intenção, o tempo todo. E é nessa vigilância que podemos chegar a nos conhecer  realmente, e nos transformar, conquistando o domínio e  libertando-nos. Meditação nada mais é do que todos os momentos vividos plena e  conscientemente. Através da meditação, é realizada uma verdadeira transformação  mental, cujo resultado  é o desenvolvimento da consciência.”

O que é  meditação?

          Quando se fala em meditação, percebemos que existe uma variedade enorme  de conceitos sobre esta palavra.

          Cada pessoa dá  à palavra um significado diferente.

          Para alguns, meditar é pensar a respeito de alguma coisa: aprofundar num determinado assunto, descobrir  novos ângulos de um problema, etc.. Isto é reflexão.

          Para alguns, meditar é concentrar a mente, é um processo de concentração.  Isto é simplesmente treinar a concentração mental.

          Ao contrário do que muitos pensam, de que meditar é pensar, meditar é  parar a mente, é viver o presente integralmente, é parar o nosso diálogo  interno. A nossa mente funciona sem parar.  São mil informações que nos passam pela cabeça, como um computador,  processando e lançando dados. Só que na maioria das vezes, este computador não  tem um programador, e os dados e informações surgem de maneira desordenada, sem  objetividade, gastando energia desnecessária.

          Os pensamentos aparecem nos levando de volta ao passado, provocando  emoções que vivemos na época e que não estão totalmente liberados.

          Nossa mente está sempre inquieta, sempre ocupada, com pressa, sempre  perseguindo algo, alimentando mil projetos para o porvir, sempre ansiosa ou  temerosa em face do dia de amanhã.

          Assim funciona a nossa mente. Hora nos transporta para o passado, hora  para o futuro, impedindo-nos de viver o presente, que é o que temos na  realidade.

          A meditação educa a mente, permitindo viver o presente plenamente.

Objetivos da meditação:

–         Alcançar os pensamentos e  emoções;

–         Entrar em contato com o “eu” mais  profundo;

–         Treinar a resistência à  frustração;

–         Diminuir a ansiedade;

–         Reabastecer o físico;

–         Aguçar a intuição;

–         Autoconhecimento;

–         Liberar a criatividade.

Além de se conseguir o que foi dito acima, muitas outras  coisas são conseguidas em decorrência das primeiras.

Meditação não é  relaxamento, no relaxamento seu corpo está solto, seus  músculos soltos e você está pronto para adormecer.

            Na meditação, seus músculos estão soltos,  relaxados, mas seu esqueleto está reto, em alerta, e você está atento, desperto  e consciente.

            A meditação é uma postura para a vida, você está solto, mas  permanentemente alerta, consciente. Um dos objetivos da meditação é despertar a  consciência, é despertar a pessoa para a vida.

            Em suma, a prática da meditação propicia uma mudança na vida da pessoa.  Esta mudança é muito positiva, a pessoa vive em paz, preparada para enfrentar as  dificuldades da vida, e o desfrutar plenamente os momentos importantes, que  ocorrem com ela.

 

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s