Com a palavra…

Por Márcia Cândido

Eu comunico, tu comunicas. Todos nós nos comunicamos. Mas, por que? Em nome da nossa sobrevivência, precisamos trocar informações. Precisamos nos sentir parte de uma esfera. Tudo isso, porque o ser humano não nasceu para ser só. Nasceu para compartilhar seu conhecimento com os demais. Criar uma rede e crescer. E tal como uma rede de pesca, que garante a sobrevivência de toda uma comunidade, alimentando com seu pescado inúmeras pessoas, a rede de palavras nos transporta para outros ‘universos’. Por meio das palavras, nos entendemos, nos fazemos compreender, transmitimos nossos anseios e alimentamos desejos.

E como fica o silêncio neste contexto?

Só mesmo quem já experimentou a riqueza destes momentos para apreciar a comunicação sem palavras. Sobrevivemos da mesma forma, porque aprendemos a captar da dimensão tempo o que é preciso ser feito. Sem palavras, olhares bastam. Gestos substituem o que não é dito. E, com o tempo (mais uma vez, esta dimensão nos pautando!), nada precisa ser dito, porque entendemos algo muito sutil: não estamos sozinhos no universo. Fazemos parte de um todo. Assim, o que o outro sente, também sentimos. O que o outro precisa, também precisamos. O que o outro quer, também queremos. Somos um com o universo. É o conceito da interdependência. Preciso de mais palavras?

Até nosso próximo encontro!

Anúncios

Uma consideração sobre “Com a palavra…”

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s