Respondendo com graça

Por Shan Zimmerman

Um dos maiores desafios que encontrei desde que me mudei para o Brasil foi a aprendizagem da língua. O fluxo natural de conversação, com o qual eu estava acostumada por toda a minha vida, tornou-se dolorosamente difícil. Conversas simples agora incluiam longas pausas para absorver e entender palavras, misturando numa mesma matriz expressões faciais confusas e quantidades excessivas de “eu não entendo” e “quê?”. Para evitar a vulnerabilidade, comecei a praticar a arte de fingir que sabia o que a outra pessoa estava dizendo, usando aquilo que eu esperava funcionar para me tornar crível – as expressões faciais.

Meu ego estava profundamente ferido quando me mudei para o Brasil por causa da minha luta linguística e, honestamente, muitas vezes ainda está. Eu estava frustrada porque eu não podia me comunicar, nem mesmo por frases simples. Eu tinha acabado de me formar na universidade, mas agora o meu nível de expressão tinha voltado ao nível pré-escolar. E mesmo as crianças da pré-escola olhavam para mim como se eu fosse uma alienígena!

Era comum eu estar conversando com alguém e, por qualquer motivo, eu via a face do meu interlocutor mudar com um olhar de confusão. Essa confusão, por sua vez, provocava minha crítica interna, minhas inseguranças. Antes da conversa acabar eu já estava desanimada e assim criava muitas impossibilidades. Sentia-me estúpida. Eu sentia como se eu nunca fosse alcançar meu objetivo.

No entanto, uma das minhas descobertas mais valiosas desde que me mudei para o Brasil foi a existência do diálogo interno, e também como responder a esse diálogo interno com uma afirmação positiva.

Através da prática diária da meditação, escrita e leitura sobre autoconhecimento, tenho começado a responder ao meu desafio linguístico de uma forma mais construtiva. Se eu estou falando com uma pessoa e sua resposta atiça a minha crítica interna, agora sou capaz de “ver” essa crítica interna com certa distância e responder usando uma afirmação positiva. Por exemplo, eu poderia dizer a mim mesma que este desafio é uma oportunidade para crescer… e eu estou respondendo com iteligência e graça.

As afirmações são simples. Elas são você no controle consciente de seus pensamentos. Elas são curtas, mas declarações poderosas. Quando você as pronuncia, ou as considera em pensamento, ou mesmo as ouve, elas se tornam a energia que cria a sua realidade. Quando eu tomo conhecimento de um pensamento negativo e substituo esse pensamento por uma afirmação positiva, posso sentir meu corpo relaxar automaticamente e, então, sou mais capaz de me concentrar para atender ao meu desafio de linguagem.

Eu me pergunto se no futuro as minhas afirmações positivas serão em Português… : )

Você tem uma experiência semelhante? Como as afirmações positivas poderiam ajudá-lo em sua própria vida? Deixe-nos um comentário ou envie um email: contribuicao@aluzdodia.com

Anúncios

3 opiniões sobre “Respondendo com graça”

  1. Shan! Obrigada por este texto que , por si só, já foi uma afirmação muito positiva nesta manhã! Muitas vezes me pego questionando se posso realmente tomar frente à minha mente, controlar os pensamentos ruins. E aí vejo: quem está considerando estes pensamentos como ruins? E… não será uma questão de perspectiva? Quando os vejo, sem julgamento, tornam-se talvez aliados, ou ao menos perdem aquela força que eu supunha que tinham. Porém, não sinto isso uma tarefa fácil, muito pelo contrário. Pensar numa afiramação que “neutralize” aquele pensamento negativo ajuda muito, mas a dúvida deixa tudo frágil… É um exercício constante, não acha? Beijos!

    Curtir

  2. As palavras positivas sempre nos ajudam. Quando pego plantão no hospital, sempre digo que meu dia será bom, será tranquilo. Não passa nem 1 h e a fadiga começa. O dia inteiro correndo pra lá e pra cá. No meio do plantão bate aquele desanimo. Correndo mais e mais. Mas no saldo do dia, ao verificar o que foi realizado, vejo que é preciso mentalizar e falar com mais freqüência palavras e frases positivas. Não para mudar os fatos no decorrer do dia, mas sim modificar minha atitude mental e me esforçar para vencer-me. Muito obrigada pela oportunidade.
    Votos de luz, superação e paz

    Curtir

  3. Parabéns, Shan! Tenha certeza que sua postura serena perante as pessoas, mesmo quando não entende com facilidade o que dizem, já é uma poderosa forma de linguagem. Você está se saindo muito bem!
    Abraço.

    Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s