Relacionamentos e ajuda

“Querido Gustavo,
Parabéns por A luz do Dia, está muito bom !
Gostaria de discutir um pouco sobre este texto, “A mente e a Cartola Mágica”. Sabe, tenho trabalhado em atendimentos de urgência a pessoas que buscam o autoextermínio como saída para seus problemas. E fiquei pensando na história do toco de madeira. É aquilo ali, mas… e a doença? Tenho acompanhado muitos casos onde a medicalização tem apagado, me parece, a capacidade criativa, ou melhor, a má administração desta medicação bem como um sistema ainda muito falho na saúde. Contudo, ela também é necessária muitas vezes. E no meio disso, desse sistema que se transforma devagar, a urgência de uma angústia ali na sua frente. Muitas vezes só resta um olhar, um olhar de encontro com aquela pessoa na minha frente. É isso que sobra ao esculpir aquele momento. E pode ser transformador. Entretanto, em tão curto tempo, é realmente possível ajudar alguém doente a ver a mente como uma cartola mágica?  Me parece tão raro. Mas não deveria ser, se esta é a natureza das coisas…fico confusa.”
Excelente questão. Sim, no mundo temos tocos de madeira, mas também temos granito, mármore, plástico, ouro, bronze… e tem argila, tem barro, tem cerâmica… Você vai usar a mesma técnica, vai empregar sempre o martelo e talhadeira para qualquer matéria prima? Não, você não pode fazer sempre a mesma coisa em situações e condições diferentes, sob o risco de perder a oportunidade que tem nas mãos ou mesmo danificar seu precioso material. Essa é a arte dos relacionamentos. E, além disso, há outro ponto. Às vezes podemos mostrar como a cartola mágica funciona, mas às vezes devemos fazer a mágica por nós mesmos. Entende? Há situações em que é possível mostrar como nossa mente funciona, e o nosso depoimento somado às nossas ações podem provocar mudanças de comportamento e de perspectiva nas pessoas que nos cercam. Mas em outras situações pode ser mais urgente uma ação direta nossa, ou para aliviar um sofrimento ou para equilibrar algum aspecto crítico.
Uma pessoa doente necessita de ajuda. Ela não está, digamos, em condições muito apropriadas para esculpir ou aprender mágica como prioridade do momento. Pode até ser que isso vá acontecendo naturalmente durante o processo de tratamento, mas o foco é o tratamento. Aí, quem faz a mágica com a cartola são as pessoas que ajudam. A palavra “relação” vem do latim “relatío ónis” e a tradução literal seria: ação de dar em retorno. Agir e doar em retorno, agir para servir. “Dar em retorno o quê, se eu não ganhei nada?”, assim é o pensamento comum. Mas é um pensamento ainda muito iludido, muito elementar. Nós ganhamos a vida do Universo, e todas as nossas habilidades, toda forma de energia que usamos, toda nossa inteligência e capacidade de discernimento simplesmente são presentes dados a nós. Então, coloca-se como uma necessidade natural ajudar sempre que pudermos, oferecendo nossas melhores mágicas nas relações nas quais estamos envolvidos. Às vezes ajudamos, muitas vezes somos ajudados.
O legal da sua questão é que ela já traz a própria resposta. “É isso que sobra ao esculpir aquele momento. E pode ser transformador. Entretanto, em tão curto tempo, é realmente possível ajudar alguém doente a ver a mente como uma cartola mágica?”  Sim, é possível que você ajude uma pessoa mesmo neste curto espaço de tempo e contato. Se a pessoa não aprender a fazer mágica, ela pode ao menos se encantar com as que você fizer. E pode ser transformador, não duvide das suas próprias palavras. Você faz com sua cartola aquilo que acredita fazer.
Votos de luz, e obrigado pela questão,
Gustavo Mokusen. 
Anúncios

Uma opinião sobre “Relacionamentos e ajuda”

  1. “Se a pessoa não aprender a fazer mágica, ela pode ao menos se encantar com as que você fizer.”
    Perfeito! Experimentar o bem, mesmo que seja aquele praticado por outra pessoa, já é uma semente para grandes transformações!
    Abraço!

    Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s