Estudo da Atenção Plena nas Sensações

O Grupo de Estudos Budistas do Centro Zen Flor de Lótus irá se reunir no próximo dia 28/02, terça feira de carnaval, para prática de meditação e estudo do tema: Atenção Plena nas Sensações.

Horário: 14 às 16:30

Programação: Meditação sentada, estudo de texto, chá e lanche. Contribuição de R$ 30,00.

Inscrições: contato@centrozenflordelotus.org

2

MAJJHIMA NIKAYA 10 – SATIPATTHANA SUTRA

“O Estabelecimento da Atenção Plena” (extrato)

 

  1. Assim ouvi.Certa ocasião, o Abençoado estava entre os Kurus numa cidade denominada Kammasadhamma.Lá ele se dirigiu aos monges desta forma: “Bhikkhus.” – “Venerável Senhor,” eles responderam. O Abençoado disse o seguinte:
  2. “Bhikkhus, este é o caminho diretopara a purificação dos seres, para superar a tristeza e a lamentação, para o desaparecimento da dor e da angústia,para alcançar o caminho verdadeiro, para a realização de Nibbana – isto é, os quatro fundamentos do estabelecimento da atenção plena.”

(…)

  1. “E como, bhikkhus, um bhikkhu permanece contemplando sensações como sensações?Aqui, quando sente uma sensação prazerosa, um bhikkhu compreende: ‘Eu sinto uma sensação prazerosa’;quando sente uma sensação dolorosa, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação dolorosa’; quando sente uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa’. Quando sente uma sensação prazerosa mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação prazerosa mundana’; quando sente uma sensação prazerosa não mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação prazerosa não mundana’; quando sente uma sensação dolorosa mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação dolorosa mundana’; quando sente uma sensação dolorosa não mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação dolorosa não mundana’; quando sente uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa mundana’; quando sente uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa não mundana, ele compreende: ‘Eu sinto uma sensação nem prazerosa, nem dolorosa não mundana’.”

(Insight)

  1. “Dessa forma ele permanece contemplando as sensações como sensações internamente, ou ele permanece contemplando as sensações como sensações externamente,ou ele permanece contemplando as sensaçõescomo sensações tanto interna como externamente. Ou então, ele permanece contemplando fenômenos que surgem nas sensações, ou ele permanece contemplando fenômenos que desaparecem nas sensações, ou ele permanece contemplando ambos os fenômenos que surgem e fenômenos que desaparecem nas sensações. Ou então, a atenção plena ‘de que existem sensações’ se estabelece somente na medida necessária para o conhecimento e para a continuidade da atenção plena. E ele permanece independente, sem nenhum apego a qualquer coisa mundana. Assim é como um bhikkhu permanece contemplando sensações como sensações.”

(…)

NOVA LOGO OFICIAL

AÇÃO CORRETA

“Ficando em pé, a um lado do Abençoado, a devata Khema disse:

– Tolos desprovidos de sabedoria
se comportam como seus próprios inimigos
ocupando-se com ações prejudiciais
que apenas produzem frutos amargos.

 Uma ação não é bem feita
quando, tendo sido realizada, produz arrependimento,
cujo resultado é experimentado
numa face molhada de lágrimas.

Mas uma ação é bem feita
quando, tendo sido realizada, não produz arrependimento,
cujo resultado é experimentado
com alegria numa mente feliz.

O Abençoado disse:

– Alguém prontamente deve agir
quando sabe que aquilo conduz ao próprio bem-estar;
o pensador, o sábio, não deve avançar
com o pensamento do cocheiro.

Como o cocheiro que sai da estrada,
um caminho plano,
e tendo entrado num desvio irregular
triste, ensimesmado, com um eixo quebrado –

Assim o tolo, tendo deixado o Dharma
para seguir um caminho oposto ao Ensinamento,
quando cai nas garras da sofrimento
se ensimesma como o cocheiro com um eixo quebrado.”

Samyutta Nikaya II.22

 

geb-fev

por

%d blogueiros gostam disto: